Bolsas

Câmbio

Nowotny, do BCE, alerta contra perigo de ver economia como jogo de soma zero

Viena

Ewald Nowotny, membro do conselho diretor do Banco Central Europeu (BCE), disse hoje que é potencialmente perigoso ver o mundo em termos que sugerem que os ganhos de um país representam as perdas de outro.

O comentário vem num momento em que economistas defendem a crença nos benefícios do comércio livre diante de movimentos populistas em alguns grandes países contra acordos de comércio liberais.

Nowotny, que também é presidente do banco central austríaco, disse que "um dos motivos para expectativas sombrias na Europa é a percepção geral de que estamos prestes a ser superados por economias emergentes em forte expansão."

Segundo Nowotny, a renda per capita da União Europeia continua a ser uma das mais altas do mundo, embora a fatia do bloco na economia mundial esteja tendendo a diminuir.

"Ver a economia do mundo como um experimento onde a expansão de um país resulta em perdas para os demais é uma impressão equivocada que pode se tornar perigosa se formar a base da formulação de políticas internacionais", disse Nowotny, durante discurso em Viena.

De acordo com Nowotny, o crescimento dos mercados emergentes nas últimas décadas ocorreu em linha com a expansão da economia mundial. "Num ambiente assim, uma fatia menor na economia mundial não significa perda da prosperidade. Afinal, a economia global não é um jogo de soma zero."

O presidente dos EUA, Donald Trump, tem feito duras críticas aos acordos de comércio internacionais, que, segundo ele, prejudicam empresas e trabalhadores americanos. Durante a campanha eleitoral do ano passado, por exemplo, Trump classificou o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, pela sigla em inglês) de "desastre" e prometeu renegociá-lo.

Nowotny também rejeitou a ideia de que a economia esteja presa num padrão de fraco crescimento de longo prazo, ou "estagnação secular", como afirmou recentemente o ex-secretário do Tesouro americano Larry Summers. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos