Bolsas

Câmbio

INA com ajuste sazonal sobe 0,3% em abril ante março, diz Fiesp

Caio Rinaldi

São Paulo

O indicador de nível de atividade (INA) da indústria paulista subiu 0,3% em abril ante março com ajuste sazonal. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 31, pela Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). Em março, o dado havia sido negativo em 0,9%, mas com a revisão, divulgada nesta quarta pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp/Ciesp, o recuo passou para 1,0%.

Sem ajuste sazonal, o indicador registrou queda de 6,3% em abril ante março e ficou 6,6% inferior ao verificado em abril de 2016, influenciado pela menor quantidade de dias úteis. Já no acumulado de 12 meses finalizados em março, o INA recuou 6,5%.

Em nota à imprensa, o diretor do Depecon, Paulo Francini, avaliou que o desempenho nos próximos meses ainda deve oscilar entre os campos positivo e negativo. "Ainda não foi possível avaliar os efeitos dos acontecimentos no cenário político na indústria paulista. Seguimos com a expectativa de fechar 2017 com crescimento de 1,2%. No entanto, diante dos últimos eventos, todos estão cautelosos sobre o que vai acontecer", afirmou.

Segmentos

Conforme o comunicado, três setores tiveram destaque entre os 18 segmentos divulgados: borracha e material plástico; celulose e papel; e minerais não metálicos. Tais setores tiveram crescimento das vendas reais em 2,2%, 1,7% e 1,9%, respectivamente.

Em relação ao uso da capacidade instalada, o nível médio de utilização em abril com ajuste sazonal ficou em 75,0%, o que representa ligeira alta em relação a março (74,3%). O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) em abril de 2016 estava em 74,7% na medida com ajuste sazonal.

Sensor

A pesquisa Sensor, que tenta antecipar o resultado do mês corrente, fechou em 51,9 pontos em maio, na série ajustada sazonalmente. Em abril, havia atingido 50,6 pontos. Esse resultado sinaliza continuidade da melhora da atividade industrial, já que ficou acima da marca de 50 pontos pelo quarto mês consecutivo.

Entre os indicadores que compõem o Sensor, o que avalia condições de mercado passou de 52,2 pontos em abril para 55,2 pontos em maio. O indicador de emprego avançou para 52,1 pontos, com alta de 2 pontos ante o registrado no mês anterior. Pela metodologia da pesquisa, resultados acima dos 50,0 pontos indicam expectativa de admissões para o mês.

O indicador sobre as vendas avançou para 53,6 pontos, de 52,9 na medição anterior. Pelo lado negativo, o indicador de estoques recuou para 48,8 pontos em maio, ante 49,5 pontos em abril, o que indica alta na percepção de estoques

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos