Petróleo cai com ceticismo em relação a efetividade de cortes da Opep

Londres

Os preços do petróleo caem com força nesta quarta-feira, em meio a um sentimento de ceticismo em relação à efetividade dos cortes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros grandes produtores, cuja extensão foi anunciada na semana passada.

Na Intercontinental Exchange (ICE), o contrato para agosto do Brent operava em queda de 2,39%, a US$ 50,99 por barril, perto das 8h26 (de Brasília). Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o WTI para julho cedia 2,32%, a US$ 48,43 por barril.

A commodity tem mantido tendência de queda desde a reunião da Opep na semana passada, que manteve os cortes até março de 2018.

Analistas notaram que, embora a Arábia Saudita continue a comentar sobre a necessidade da redução dos estoques globais, o comunicado do encontro apenas mencionou "a importância da continuidade dos esforços para ajudar a estabilizar o mercado".

"Isso mostra que existe um comprometimento um pouco menor entre parte dos membros do cartel em relação aos estoques mundiais", afirmou Olivier Jakob, da Petromatrix. "Me parece que alguns membros não querem se comprometer com metas específicas para os estoques."

Até o momento, o acordo inicial da Opep teve um efeito apenas pequeno sobre os estoques globais. Em parte, isso tem sido causado pelo próprio efeito do acordo sobre os preços, que ajudou a trazer de volta produtores de xisto norte-americano.

Nesta quarta-feira, investidores ficarão de olho no relatório da American Petroleum Institute (API, uma associação de refinarias), considerado uma prévia do dado semanal do Departamento de Energia (DoE), que sai amanhã. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos