Bolsas

Câmbio

Grécia e credores chegam a acordo em reunião do Eurogrupo

Atenas

A Grécia e seus credores chegaram a um acordo em reunião do Eurogrupo nesta quinta-feira. Os termos, assinados em Luxemburgo entre os ministros das finanças da zona do euro, desbloqueiam 8,5 bilhões de euros da Grécia e levantam uma decisão final sobre o alívio nos débitos do país até agosto do próximo ano.

As dificuldades da Grécia, entretanto, continuam a ser uma mancha negra na zona do euro, reforçando a possível incapacidade do bloco de erradicar os dilemas que ameaçam a integridade da moeda única.

O governo do primeiro-ministro Alexis Tsipras promulgou medidas de austeridade impopulares. Os efeitos delas se estendem muito além do fim do próximo ano do atual programa de resgate, com o objetivo de conquistar a confiança dos credores para a liberação de novos pagamentos e reestruturação da dívida do país. Atenas apostava que o alívio na dívida abriria espaço para que o Banco Central Europeu (BCE) incluísse a dívida grega em seu programa de compra de bônus, dando assim mais impulso e confiança aos investidores gregos e estrangeiros.

Na contramão, os credores recomendaram nesta quinta-feira algumas medidas limitadas para o potencial alívio na dívida e deixando as discussões para o final de 2017, após as eleições na Alemanha. Isso significa que a adesão das dívidas da Grécia ao programa de compra de títulos do BC Europeu poderiam chegar tarde demais.

Antes da divulgação do acordo, fontes já afirmavam no mercado que o Fundo Monetário Internacional (FMI) não irá contribuir com o resgate da Grécia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos