Bolsas

Câmbio

Premiê chinês defende medidas para criar nova economia

Dalian

O premiê da China, Li Keqiang, defendeu nesta terça-feira seu programa para impulsionar a criação de uma nova economia no país que suplante a antiga base industrial, afirmando que a iniciativa levou a uma criação significativa de empregos.

"O programa de "inovação e empreendedorismo em massa", criado em 2014 e direcionado a encorajar indivíduos e negócios a entrarem em indústrias de tecnologia, criaram milhões de novos postos de trabalho anualmente nos últimos anos, ajudando a nação a manter sua taxa de desemprego abaixo de 5,0%, afirmou Li durante a reunião anual de junho do Forum Econômico Mundial.

O governo chinês deu prioridade para o emprego e a perseguição de um crescimento inclusivo que pode beneficiar a todos, disse Li, acrescentando que o programa levou a um "crescimento inimaginável do emprego".

Os comentários do premiê chinês acontecem em um momento de crescentes questionamentos sobre a saúde da segunda maior economia do mundo. Pressionada por altos índices de endividamento e uma persistente sobrecapacidade industrial, o país tem atraído cada vez menos investimentos estrangeiros direitos, tem vivido com saídas de capital e recentemente teve seu rating rebaixado pela agência de classificação de risco Moody's. Muitos economistas e funcionários do governo também questionam se o programa liderado por Li pode resolver esses problemas ou, ao invés disso, exacerbá-los, especialmente nos setores de internet e finanças.

A reunião anual do Forum Econômico Mundial de junho, conhecida também como "Davos de Verão", acontece na Dalian, uma cidade costeira da China. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos