Bolsas

Câmbio

Produção de petróleo no País cresce 4,5% em maio, mostra ANP

Beth Moreira

São Paulo

A produção de petróleo no Brasil totalizou 2,653 milhões de barris por dia (bbl/d) em maio de 2017 ante abril, o que representa um crescimento de 4,5% na comparação com o mês anterior e de 6,7 % em relação ao mesmo mês em 2016, informou nesta segunda-feira, 3, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A produção de gás natural, por sua vez, foi de 105 milhões de metros cúbicos por dia, superando em 5 % a produção do mesmo mês em 2016 e em 2,1% a de abril. A produção total de petróleo e gás natural no País foi de aproximadamente 3,312 milhões de barris de óleo equivalente por dia.

Pré-sal

Segundo a ANP, a produção do pré-sal em abril totalizou aproximadamente 1,572 milhão de barris de óleo equivalente por dia. A produção, oriunda de 75 poços, foi de aproximadamente 1,265 milhão de barris de petróleo por dia e 49 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, um aumento de 5,1% em relação ao mês anterior. A produção do pré-sal correspondeu a 47,5% do total produzido no Brasil.

Queima de gás

O aproveitamento de gás natural no mês alcançou 96,5%, informa a agência. A queima de gás em maio foi de 3,7 milhões de metros cúbicos por dia, um aumento de 4,3% se comparada ao mês anterior e de 1% em relação ao mesmo mês em 2016.

Campos produtores

O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o maior produtor de petróleo e gás natural em maio. Produziu, em média, 697 mil bbl/d de petróleo e 30,1 milhões de m3/d de gás natural.

Os campos marítimos produziram 95,2% do petróleo e 84% do gás natural em maio. A produção ocorreu em 8.306 poços, sendo 748 marítimos e 7.558 terrestres. Os campos operados pela Petrobras produziram 94,2% do petróleo e gás natural.

Estreito, na Bacia Potiguar, teve o maior número de poços produtores: 1.112. Dom João Mar, na Bacia do Recôncavo, foi o campo marítimo com maior número de poços produtores: 62.

A FPSO Cidade de Itaguaí, produzindo no campo de Lula, produziu, por meio de 6 poços a ela interligados, 185,0 mil boe/d e foi a Unidade Estacionária de Produção (UEP) com maior produção.

Concessões

A ANP informa ainda que em maio de 2017, 298 concessões, operadas por 25 empresas, foram responsáveis pela produção nacional. Destas, 81 são concessões marítimas e 217 terrestres. Do total das concessões produtoras, uma encontra-se em atividade exploratória e produzindo através de Teste de Longa Duração (TLD), e outras seis são relativas a contratos de áreas contendo acumulações marginais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos