ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Leilão de blocos em terra termina sem ofertas

Denise Luna e Renata Batista

Rio

29/03/2018 15h03

Terminou sem ofertas a fase em terra da 15ª Rodada de Licitações de Blocos de Petróleo e Gás Natural, que na parte da manhã surpreendeu com a venda "espetacular" de áreas marítimas, arrecadando R$ 8 bilhões com a venda de 22 blocos, informou o diretor geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone.

Na parte da tarde foram ofertados 21 blocos, sendo 8 na bacia do Parnaíba e 13 na bacia do Paraná.

Esta foi a primeira vez que a ANP dividiu o leilão em duas partes. O grande destaque do leilão foram os blocos na Bacia de Campos, responsável por R$ 7,5 bilhões do total arrecadado.

Bacia de Campos

Oddone disse nesta quinta-feira, 29, ao comentar a primeira etapa da 15ª Rodada, que a principal notícia do dia é o ressurgimento da Bacia de Campos. A área ficou sem ser ofertada quando foi descoberto o pré-sal, voltou a figurar nos leilões no ano passado e hoje teve todos os blocos vendidos.

"É uma notícia extraordinária para o Rio de Janeiro e um estímulo para que se resolva essa questão do Repetro, que essas potencialidades possam se concretizar em investimentos", disse.

Oddone também destacou a diversidade de operadores e o fortalecimento da Bacia do Espírito Santo no leilão desta quinta. Segundo ele, já havia a sinalização, por parte de investidores estrangeiros durante os road shows, de que o Brasil voltaria a ter posição estratégica no mercado global de exploração e produção.

Mais Economia