Bolsas

Câmbio

Exército colombiano confisca explosivos destinados a ataque a oleoduto

AE

Caracas

Forças de segurança da Colômbia confiscaram neste sábado 190 quilos de explosivos que supostamente seriam usados em atentados planejados por guerrilheiros do Exército da Libertação Nacional (ELN) no Estado de Arauca, na fronteira com a Venezuela.

Conforme nota do exército colombiano, os explosivos foram apreendidos em duas áreas rurais do município de Arauquita, no nordeste do país. Um das apreensões foi feita no complexo petroleiro Caño Limón-Coveñas, cujo oleoduto de aproximadamente 780 quilômetros liga campos de petróleo em Arauca ao porto de Coveñas, no norte do país. O local é um alvo frequente do ELN, que se opõe à exploração de petróleo por empresas estrangeiras.

Segundo o exército, os explosivos foram destruídos de forma controlada.

Representantes do ELN e do governo colombiano iniciaram negociações de paz há mais de um ano no Equador, mas a hostilidade entre as duas partes persiste. As conversas chegaram a ser suspensas entre 10 de janeiro e 15 de março, depois de o ELN ter realizado vários atentados terroristas em diferentes regiões da Colômbia. O grupo guerrilheiro conta com cerca de 1.500 homens e foi fundado na década de 1960. Fonte: Associated Press.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos