Bolsas

Câmbio

Meirelles diz que ainda vai calcular impacto do Refis das MPEs

Fernando Nakagawa e Carla Araújo

Brasília

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que ainda não é possível avaliar o impacto financeiro da derrubada do veto presidencial ao programa de refinanciamento das dívidas tributárias das micro e pequenas empresas. "Depende exatamente da data em que a medida entra em vigor e, a partir daí, nós divulgaremos os efeitos", disse após cerimônia para anunciar a derrubada ao veto presidencial ao Refis das MPEs.

Diante da insistência de jornalistas sobre o impacto fiscal de mais um programa de parcelamento das dívidas, Meirelles seguiu os passos do presidente Michel Temer e optou pela mesóclise para explicar que ainda não é possível fazer a conta. "É importante mencionar que dependendo do andamento do processo o efeito só dar-se-ia no próximo ano, mas estamos aguardando ainda os detalhes", disse.

O agora emedebista Henrique Meirelles defendeu em discurso que a medida concilia o interesse do governo em aumentar a arrecadação e, ao mesmo tempo, incentivar a atividade das pequenas empresas.

Além disso, Meirelles também fez um afago ao Congresso Nacional, que, no fim das contas, será o responsável pela derrubada do veto. "É um processo normal dialogar com o Congresso. E, como tenho dito várias vezes, o Congresso é soberano."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos