Bolsas

Câmbio

Lazari: Febraban vai divulgar autorregulação do cheque especial em abril

Aline Bronzati

São Paulo

O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, confirmou a informação de que a autorregulação do cheque especial será divulgada via a Federação Nacional dos Bancos (Febraban) no mês de abril, conforme antecipou na terça-feira, 3, a Coluna do Broadcast. "Estamos tomando medidas de esclarecimento para a população sobre cheque especial. Queremos acabar com a satanização do cheque especial", destacou o executivo, a jornalistas, durante o 5º Brazil Investment Forum, promovido pelo Bradesco BBI em São Paulo.

Ele afirmou ainda que o cheque especial é um produto importante, mas que tem de ser usado por poucos dias. "O cheque especial é interessante para uma parte da população que o usa durante poucos dias. Algumas pessoas o utilizam por até dez dias e acabam nem pagando juros, mas parte da população usa o cheque especial com frequência, como complemento do salário", destacou Lazari.

Sobre a limitação das taxas cobradas nos cartões de débito, conforme anúncio recente do BC, o presidente do Bradesco disse que o impacto no banco é pequeno, mas que os pequenos lojistas devem ser beneficiados. Em relação a novas medidas por parte do Banco Central, ele disse não conhecer, mas que quaisquer "medidas do Banco Central que tragam benefícios e equilíbrio para o sistema e ainda concorrência são salutares".

Next

O banco digital do Bradesco, o Next, deve se pagar este ano, mas o retorno do investimento só começará a aparecer em três anos, de acordo com Lazari. "Já tínhamos essa expectativa antes de lançarmos a conta gratuita no Next, cujo foco é aumentar a base de clientes e ganharmos escala", afirmou o executivo.

De acordo com Lazari, é melhor ter o cliente não pagando tarifa no banco do que deixá-lo na concorrência. Desde que lançou a versão gratuita da conta corrente no Next, batizada de "Na Faixa", há pouco mais de um mês, o Bradesco conseguiu dobrar a conversão de clientes em seu banco digital. Com o plano que oferece, sem custo, o serviço de conta corrente, cartão de crédito internacional e outros benefícios, a adesão diária chegou a 2.500.

Desde outubro do ano passado, quando o Bradesco lançou o seu banco digital, 1,150 milhão de downloads do aplicativo foram feitos. Desses, mais de 80 mil já são clientes ativos Next, sendo quase 24 mil deles captados em março. Além desses, outros 683 mil iniciaram o processo de adesão e estão sendo trabalhados para serem convertidos em novas contas.

Mais cedo, em palestra a empresários e investidores, o presidente do Bradesco afirmou que é possível fazer o banco digital ser rentável e que isso depende da oferta de produtos e serviços. Isso porque os clientes mais jovens, chamados de millenials, são menos rentáveis que os baby boomers, aqueles nascidos entre 1950 e 1960.

Conselho

Lazari afirmou que a vaga aberta no Conselho de Administração do banco, após a saída de Domingos Abreu, não será preenchida por enquanto. "Não há estudos para preencher a vaga por enquanto", afirmou ele, durante conversa com jornalistas, no 5º Brazil Investment Forum, promovido pelo Bradesco BBI, entre ontem (terça-feira, 3) e esta quarta-feira, 4, em São Paulo.

De acordo com Lazari, não estão previstas mais movimentações no quadro de talentos do Bradesco no primeiro semestre deste ano. As últimas, segundo o executivo, foram as nomeações dos presidentes da seguradora do banco, a Bradesco Seguros, e da gestora de recursos, a BRAM. (Colaboraram Cynthia Decloedt e Fernanda Guimarães)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos