ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Meirelles: expansão agora difere de bolhas insustentáveis de consumo no passado

Daniela Amorim, Denise Luna, Renata Batista e Roberta Pennafort

Rio

09/04/2018 13h37

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles afirmou que o crescimento econômico do Brasil vai surpreender e que o País não vive uma "bolha de consumo" como no passado. Ele discursou nesta segunda-feira, 9, na posse do novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira.

Meirelles citou algumas mudanças realizadas como ministro da Fazenda e destacou, entre outros pontos, o crescimento da venda de máquinas e equipamentos, além de bens duráveis, "o que sinaliza confiança dos consumidores".

Segundo ele, ao contrário da "bolha de consumo" que havia no passado, foi criado um ambiente para o consumo sustentável. Ele afirmou que o governo do presidente Michel Temer, presente no evento, conseguiu tirar o País da crise e colocá-lo em um crescimento sustentável, que pode "surpreender e atingir 3,5% a 4% nos próximos anos".

"As mudanças são imensas e o impacto ainda não foi sentido e vai surpreender. Eu não ficaria surpreso se o País crescer a 3,5% a 4% nos próximos anos", afirmou Meirelles.

O ex-ministro também disse que os avanços conseguidos no governo Temer ainda não foram totalmente sentidos, mas que os reflexos em pouco tempo serão observados. "Quando o presidente Temer assumiu, em maio de 2016, vivíamos na pior recessão, questionava-se as reformas e a possibilidade do País de sair da recessão", iniciou em breve discurso.

Mais Economia