Bolsas

Câmbio

Presidente da EPE Luiz Barroso pede exoneração do cargo

Anne Warth

Brasília

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) Luiz Barroso pediu exoneração do cargo. Ele era considerado braço direito na equipe do ministério de Minas e Energia, comandada pelo ex-ministro Fernando Coelho Filho e pelo então secretário executivo Paulo Pedrosa.

Coelho Filho saiu da pasta para concorrer às eleições em outubro e migrou do MDB para o DEM. Com esse movimento, ele perdeu força política para fazer seu sucessor, Paulo Pedrosa, que também já pediu exoneração.

O Planalto confirmou no domingo que o ministro-chefe da Secretaria da Geral da Presidência Moreira Franco vai assumir o MME.

Em carta enviada a pessoas próximas, Barroso diz que seu pedido de exoneração se dá por razões meramente pessoais. "Com isso, encerro meu ciclo na EPE acompanhando o ministro Fernando Bezerra Coelho Filho e o secretário Paulo Pedrosa", diz Barroso em sua carta de despedida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos