ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Dois entre 9 grupos tiveram redução de preços no IPCA de março, diz IBGE

Daniela Amorim

Rio

10/04/2018 11h45

Dois dos nove grupos que integram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registraram redução de preços em março. Os gastos com Transportes caíram 0,25%, enquanto as despesas com Comunicação diminuíram 0,33%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A queda no grupo Comunicação foi motivada pela redução nas tarifas das ligações locais e interurbanas, de fixo para móvel, em vigor desde 25 de fevereiro.

Entre as altas, o grupo Saúde e cuidados pessoais apresentou a maior variação no mês (0,48%), além da maior contribuição (0,06 ponto porcentual). O item plano de saúde ficou 1,06% mais caro, responsável pelo segundo maior impacto individual no IPCA, 0,04 ponto porcentual.

O maior impacto individual foi das frutas, com alta de 5,32% e contribuição de 0,05 ponto porcentual para o IPCA. Como consequência, as despesas das famílias com o grupo Alimentação e bebidas subiram 0,07% em março. Segundo Fernando Gonçalves, gerente na Coordenação de Índices de Preços do IBGE, problemas climáticas prejudicaram a oferta e a qualidade das frutas, afetando os preços ao consumidor.

No grupo Habitação, a alta de 0,19% em março foi impulsionada pela energia elétrica (0,67%), puxada pelos reajustes de 9,09% e 21,46% nas tarifas das concessionárias do Rio de Janeiro, em vigor desde 15 de março.

Os demais grupos com elevação de preços em março foram Artigos de residência (0,08%), Vestuário (0,33%), Despesas Pessoais (0,05%) e Educação (0,28%).

Mais Economia