Bolsas

Câmbio

Inflação de serviços em 12 meses é a menor da série iniciada em 2012, diz IBGE

Daniela Amorim

Rio

A inflação de serviços desacelerou de 0,74% em fevereiro para 0,08% em março, pressionada pelo recuo nas tarifas aéreas, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa acumulada pela inflação de serviços em 12 meses desceu de 4,20% em fevereiro para 3,94% em março, o patamar mais baixo da série histórica iniciada em dezembro de 2012.

"As tarifas aéreas recuaram com o pós-carnaval, pós-férias... A base de comparação estava mais elevada", justificou Fernando Gonçalves, gerente na Coordenação de Índices de Preços do IBGE.

Já a inflação de bens e serviços monitorados pelo governo saiu de 0,55% em fevereiro para 0,23% em março. A gasolina ficou 0,19% mais barata. A tarifa de energia elétrica subiu 0,67%. O gás de botijão caiu 0,03% em março, mas o gás encanado aumentou 0,05%.

A taxa acumulada pela inflação de monitorados em 12 meses passou de 7,32% em fevereiro para 7,05% em março.

Abril

Para abril, estão previstos impactos sobre o IPCA de aumentos na energia elétrica, ônibus urbano, ônibus intermunicipal e medicamentos. O gás de botijão, porém, teve redução de 4,4% em 5 de abril.

Segundo Gonçalves, aparentemente, o IPCA de abril não sofrerá pressão significativa de reajuste de monitorados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos