Bolsas

Câmbio

China tem inesperado déficit comercial em março com queda nas exportações

Pequim

A China apresentou um inesperado déficit comercial em março, o primeiro em 13 meses, à medida que as exportações caíram e as importações avançaram com mais vigor em meio à robusta demanda doméstica.

Dados da Administração Geral de Alfândega da China mostram que o gigante asiático registrou déficit na balança comercial no valor de US$ 4,98 bilhões em março, que contrasta com o superávit de US$ 33,7 bilhões observado em fevereiro. O resultado surpreendeu analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam superávit de US$ 19,6 bilhões no mês passado.

A última vez em que a balança comercial da China havia ficado no vermelho foi em fevereiro de 2017, com déficit de US$ 11 bilhões.

As exportações chinesas medidas em dólares tiveram queda anual de 2,7% em março, depois de saltarem 44,5% em fevereiro, interrompendo uma sequência de 12 meses consecutivos de ganhos. A projeção de analistas era de alta de 10% nas vendas externas de março.

Já as importações da China subiram em março 14,4% ante igual mês do ano passado, ganhando força em relação ao acréscimo de 6,8% verificado em fevereiro. Neste caso, o resultado superou a previsão de analistas, que estimavam ganho de 10% nas compras externas.

No primeiro trimestre, a China acumulou superávit comercial de US$ 48,39 bilhões, com aumentos anuais de 14,1% e 18,9% nas exportações e importações, respectivamente. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos