Bolsas

Câmbio

Emprego na indústria cai 0,2% em março ante fevereiro, revela CNI

Eduardo Rodrigues

Brasília

O emprego na interrompeu a recuperação em março, após cinco meses seguidos de alta, de acordo com dados de março divulgados nesta quarta-feira, 2, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). As vagas de trabalho no setor caíram 0,2% em relação a fevereiro, já descontados os efeitos de calendário.

Ainda assim, o nível de emprego da indústria brasileira em março foi 0,5% superior ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando o período de janeiro a março de 2018, o emprego na indústria também foi 0,5% maior que o acumulado no mesmo período do ano passado.

Apesar da piora no emprego em março, a massa salarial real dos trabalhadores da indústria cresceu 0,8% em relação a fevereiro. "É o terceiro aumento consecutivo do índice, período no qual a massa salarial aumentou 2,5%", destacou a CNI.

Na comparação com março de 2017, a massa de salários paga na indústria aumentou 2,7%. Considerando o período de janeiro a março de 2018, houve um acréscimo de 1,5% na massa salarial em relação aos três primeiros meses do ano passado.

Menos emprego com maior massa salarial significa que o rendimento médio dos trabalhadores do setor aumentou em março, e a alta foi 2,0% em relação a fevereiro. A renda média dos funcionários das fábricas em março foi 2,2% maior que a do mesmo mês do ano passado. No acumulado do ano, o rendimento médio cresceu 1,0% ante o mesmo período de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos