ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Fed afirma que espera inflação perto da meta 'simétrica' de 2% no médio prazo

Nicholas Shores

São Paulo

02/05/2018 15h59

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) afirmou em comunicado sobre sua decisão de política monetária que espera ver a inflação em 12 meses nos EUA se aproximar da meta "simétrica" de 2% no médio prazo. O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) da instituição decidiu nesta quarta-feira manter a taxa dos Fed Funds inalterada, na faixa entre 1,50% e 1,75%.

O trecho do documento com referência à expectativa do BC americano para a inflação teve uma ligeira alteração em relação à nota da reunião de política monetária de março, na qual o Fed afirmava esperar no médio prazo que os preços subissem e se estabilizassem "em torno" do objetivo de 2%.

Além disso, a instituição removeu da frase sobre os riscos de curto prazo para a perspectiva econômica dos EUA a afirmação de que o FOMC "está monitorando de perto desenvolvimentos da inflação".

Mesmo assim, no parágrafo sobre futuros ajustes nos Fed Funds, o BC americano afirma que o comitê "vai monitorar cautelosamente os desenvolvimentos atuais e esperados da inflação em relação a sua meta simétrica".

No comunicado de hoje, o Fed aponta ainda que, "na base de 12 meses, tanto a inflação geral quanto a inflação excluindo alimentação e energia se aproximaram de 2%".

Apesar da perspectiva de que o avanço dos preços convirja para a meta, o BC americano avalia que medidas de mercado de compensação da inflação "permanecem baixas" e, em geral, pesquisas que medem expectativas de inflação para o longo prazo "mudaram pouco".

"Dados recentes sugerem que o crescimento dos gastos dos consumidores apresentou moderação após um ritmo forte no quarto trimestre de 2017", pondera.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia