Bolsas

Câmbio

Varejo deve crescer perto de 6% em março, abril e maio ante 2017, diz Ibevar

Dayanne Sousa

São Paulo

O varejo ampliado deve registrar crescimento de 6% em março na comparação com igual mês de 2017, conforme projeção do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar). O ritmo de expansão deve ser parecido para os meses seguintes, chegando a 6,13% em abril e 5,35% em maio, de acordo com o estudo.

As vendas de móveis e eletrodomésticos devem ser um destaque no varejo brasileiro nos próximos meses, conforme o Ibevar. Para março, a expectativa é que essa categoria cresça 8,9% ante o mesmo mês de 2017, com crescimentos de 2,5% e 4% nos dois meses seguintes.

O Ibevar considerou no estudo que renda real continua em expansão, o emprego segue em recuperação e as condições de crédito estão melhores, com juros mais baixos e prazos alongados. A avaliação é de que as variáveis que sustentam o consumo vêm apresentando comportamento positivo, muito embora o Ibevar destaque que a melhora no varejo ainda é considerada pequena.

No setor de hipermercados e supermercados, a expectativa é de crescimento de 1,1% em março, seguida de uma aceleração nos meses seguintes: 4,8% em abril e 4,4% em maio.

Já para o setor de tecidos, vestuário e calçados as expectativas ainda são de queda nas vendas, conforme o Ibevar, de 3,2% em março ante igual mês de 2017. Em abril e maio, ha ainda perspectiva de queda de 4,1% e 6,2%, respectivamente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos