Bolsas

Câmbio

Dirigentes do Banco do Japão temem efeitos de política acomodatícia, mostra ata

Tóquio

Alguns dirigentes do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) continuaram mostrando temores em relação a possíveis efeitos colaterais da política monetária ultra-acomodatícia do banco central japonês, segundo ata da reunião da instituição de 8 e 9 de março.

Para eles, o BoJ precisa conduzir uma avaliação abrangente do impacto do relaxamento monetário, informa o documento, que foi divulgado no fim da noite de ontem.

De qualquer forma, a ata mostra que a maioria dos dirigentes do BoJ defende que, por enquanto, a instituição mantenha sua agressiva política de estímulos.

O documentou revela ainda que alguns dirigentes do BoJ esperam que o BC japonês reafirme sua política acomodatícia de forma mais clara, uma vez que investidores continuam especulando sobre uma possível mudança no sentido de apertar as condições monetárias. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos