Bolsas

Câmbio

Entidades supermercadistas cobram reforma da Previdência ainda em 2018

Daniel Weterman

São Paulo

Em cerimônia com o presidente Michel Temer, os presidentes da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e da Associação Paulista de Supermercados (Apas) exaltaram as ações já implementadas pela gestão de Temer e cobraram a aprovação da reforma da Previdência ainda este ano. O emedebista participa nesta segunda-feira, 7, da abertura da Apas Show, feira do segmento na capital paulista.

O presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Pedro Celso Gonçalves, afirmou que o setor não desistiu do interesse em aprovar a reforma ainda em 2018. "Não desistimos ainda. Este ano vai sair", disse o dirigente da entidade, que realiza a feita Apas Show na capital paulista.

Em seu discurso, Gonçalves disse que o presidente "deu exemplo" ao fazer a reforma trabalhista e que é preciso, ainda, fazer a da Previdência assim como a reforma tributária. Além disso, ele defendeu a manutenção da prisão de condenados em segunda instância e que presos possam fazer delações. "Só assim teremos um futuro promissor, sem as mazelas da impunidade", disse.

O presidente da Abras, João Sanzolvo Neto, também elogiou o governo. "O senhor pode ter certeza que um dos legados que o senhor já deixou para o Brasil foi a modernização da legislação trabalhista", disse a Temer. Na sequência, reforçou a necessidade de aprovar as mudanças na Previdência. O dirigente afirmou que o País já demonstra sinais de crescimento e que, agora, o desafio é conquistar a confiança do consumir para incrementar as vendas.

Ele agradeceu ainda o decreto assinado pelo presidente reconhecendo os supermercados como atividade essencial. "Milhões de trabalhadores estão podendo ir ao supermercado fazer suas compras aos sábados, domingos e feriados e isso está gerando empregos", comentou.

Sanzolvo Neto também pediu que o presidente providencie a autorização para que supermercados possam vender medicamentos que não necessitam de prescrição médica. Segundo ele, isso vai gerar uma redução de 30% nos preços desses produtos.

No evento, Temer está acompanhado do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, que, assim como ele próprio, figura na lista de cotados para disputar o Palácio do Planalto. O ministro da Justiça, Torquato Jardim, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), e o prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), também participam da solenidade.

Ao entrar no auditório onde ocorre a cerimônia, Temer se dirigiu a um coral de crianças escaladas para cantar o Hino Nacional e cumprimentou algumas delas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos