Bolsas

Câmbio

Conselho curador do FGTS aprova orçamento de R$ 85,5 bi para 2018

Fernando Nakagawa

Brasília

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) perdeu R$ 1,5 bilhão para financiar projetos de habitação, saneamento e infraestrutura em 2018. Orçamento aprovado pelo Conselho Curador do Fundo nesta terça-feira, 15, prevê R$ 85,5 bilhões disponíveis neste ano, inferior aos R$ 87 bilhões aprovados para o Orçamento de 2017.

A habitação será o principal segmento beneficiado neste ano, com R$ 69,47 bilhões, o equivalente a 81,23% do montante aprovado. O valor é inferior aos R$ 70,5 bilhões aprovados em 2017. Neste ano, boa parte dos recursos - de R$ 62 bilhões - será destinada à habitação popular. Em nota, o Ministério do Trabalho diz que, se toda a previsão for utilizada, 528 mil pessoas poderão ser beneficiadas com financiamentos de moradias.

A infraestrutura urbana é o segundo segmento mais beneficiado, com R$ 8,68 bilhões. Já o saneamento básico receberá outros R$ 6,86 bilhões. Somados, os recursos podem beneficiar até 41,8 milhões de pessoas na infraestrutura urbana e saneamento.

A reunião desta terça também manteve as previsões orçamentárias para os próximos três anos. Já são previstos R$ 81,5 bilhões em 2019, R$ 81,5 bilhões em 2020 e R$ 81 bilhões em 2021, sendo que a habitação receberá R$ 68 bilhões em cada um dos dois primeiros anos e R$ 67,5 bilhões em 2021.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos