Bolsas

Câmbio

Para Marina Silva, saída de Parente reflete falta de credibilidade do governo

Bruno Caniato, especial para AE

São Paulo

Para a pré-candidata à presidência Marina Silva (Rede), a saída de Pedro Parente da Petrobras reflete os erros de um governo sem credibilidade e incapaz de agir a tempo diante de uma situação grave.

"Tudo é feito ao sabor de circunstâncias, sem planejamento, sem reflexão e principalmente sem legitimidade", afirmou em nota a pré-candidata. Segundo Marina, a gestão de Parente foi bem avaliada pelo mercado, mas "faltou sensibilidade" no repasse do preço dos combustíveis direto ao consumidor.

"A saída de Parente revela, assim, as dificuldades desse governo de apresentar soluções efetivas para a crise que vive o país", declarou a ex-ministra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos