Topo

Problema não é política de preços, é o monopólio, diz Flavio Rocha

Bruno Caniato, especial para a AE

São Paulo

01/06/2018 16h45

Em sua conta no Twitter, o pré-candidato à Presidência Flávio Rocha (PRB) criticou as gestões dos últimos três presidentes da Petrobras, incluindo Pedro Parente, que pediu demissão do cargo nesta sexta-feira, 1º.

"Gabrielli e Graça Foster usaram a Petrobras para conter a inflação e quase quebraram a empresa. Parente repassou o alto custo da ineficiência e gerou a revolta dos caminhoneiros", declarou Rocha. "O problema não é a política de preços, é o monopólio", concluiu.

Em outras entrevistas, Rocha já havia feito críticas ao modelo de gestão da Petrobras, afirmando que a privatização da empresa seria a solução para as recentes crises da petrolífera.

Mais Economia