ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Trump não desrespeitou regra ao falar no Twitter antes do payroll, diz governo

Washington

01/06/2018 12h30

A Casa Branca afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, havia sido informado na noite de quinta-feira sobre os números do relatório mensal de empregos (payroll) de maio. Segundo o governo americano, porém, o presidente não cometeu nenhuma irregularidade ao ter escrito no Twitter que estava "ansioso" pela divulgação, cerca de uma hora antes de o indicador vir a público.

O relatório mostrou números positivos do mercado de trabalho dos EUA, com a taxa de desemprego recuando a 3,8% em maio, igualando a mínima vista em abril de 2000. A Casa Branca recebe o payroll e outros dados importantes antes da liberação ao público, sendo responsável por garantir que não ocorram vazamentos, segundo o Escritório da Casa Branca de Gerenciamento e Orçamento.

O diretor do Conselho Econômico Nacional, Larry Kudlow, disse que Trump foi informado sobre os números na noite de quinta-feira, a bordo do Air Force One. "Ele tem o direito de saber", disse Kudlow em entrevista na manhã desta sexta-feira à rede CNBC.

Outra fonte da Casa Branca ressaltou que o presidente não divulgou os números. "Eu não acredito que ele tenha desrespeitado quaisquer regras", comentou o funcionário, acrescentando que o tuíte refletia o entusiasmo com a nova baixa no desemprego.

Kudlow disse que a mensagem de Trump poderia ser lida "de dez maneiras diferentes" e que não entregava nenhuma informação antecipada. Investidores, porém, aparentemente leram o tuíte de Trump como um sinal de que o payroll viria com números fortes, o que provocou avanço nos juros dos Treasuries e do dólar antes mesmo da publicação do dado.

Pelas regras vigentes nos EUA, membros do governo não devem comentar indicadores econômicos até cerca de uma hora depois da publicação oficial. Fonte: Dow Jones Newswires.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia