Bolsas

Câmbio

Ebit: greve de caminhoneiros cortou pela metade crescimento do e-commerce

Dayanne Sousa

São Paulo

O comércio eletrônico brasileiro cresceu a metade do esperado no mês de maio em razão dos impactos da paralisação de caminhoneiros, conforme levantamento da Ebit. A empresa especializada em informações de comércio online havia projetado no início da greve que o setor perderia R$ 280 milhões em faturamento, mas o prolongamento das paralisações resultou em perdas totais de R$ 407,2 milhões.

Apesar das vendas que deixaram de ocorrer, o e-commerce registrou crescimento nominal de 10% em maio ante o mesmo mês do ano passado. A previsão antes da greve, no entanto, era de crescimento de 20%.

No período, a estimativa é que 861.710 pedidos deixaram de ser feitos pelos consumidores, queda média diária de 20% nas vendas se comparado com os mesmos dias das semanas antes da paralisação.

A Ebit espera que o comércio eletrônico atinja normalização das entregas e a retomada das vendas em até dez dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos