Bolsas

Câmbio

México detalha tarifas adotadas em retaliação contra os EUA e recorrerá na OMC

Gabriel Bueno da Costa

São Paulo

O México detalhou nesta terça-feira, em seu diário oficial, as tarifas que já havia dito que adotaria em retaliação contra os Estados Unidos, após na semana passada o presidente americano, Donald Trump, levar adiante sua ameaça de impor tarifas à importação de aço e alumínio da nação vizinha. De acordo com a tabela divulgada, o México cobrará, por exemplo, imposto de 20% sobre pernas e paletas de porco, presuntos, maçãs e batatas americanas, e de 25% sobre chapas de aço, revestidos de alumínio e outros itens, como whisky.

Em nota de ontem, o governo mexicano anunciou que entrará em processo de solução de controvérsias contra os EUA na Organização Mundial de Comércio (OMC). A administração do presidente Enrique Peña Nieto contestou o argumento dado pelos EUA, de proteção à segurança nacional, e disse que a ação americana viola as normas da OMC. "O governo do México referenda que suas ações continuarão a se apegar ao Estado de Direito comercial internacional e serão proporcionais ao dano que o México lamentavelmente receba", diz o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos