Bolsas

Câmbio

China reduz superávit comercial em maio, mas não com EUA

Pequim

A China teve superávit comercial menor em maio, graças ao forte desempenho de suas importações, mas o saldo positivo apenas com os EUA aumentou, apesar de pressões de Washington para que o desequilíbrio no comércio bilateral seja atenuado.

Dados da Administração Geral de Alfândega da China mostram que o gigante asiático registrou superávit comercial de US$ 24,92 bilhões em maio, inferior ao resultado também positivo de US$ 28,78 bilhões de abril. O número ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam superávit de US$ 32,6 bilhões no mês passado.

As exportações chinesas medidas em dólares tiveram expansão anual de 12,6% em maio, depois de subirem em ritmo semelhante em abril, de 12,9%. A projeção de analistas era de alta menor nas vendas externas de maio, de 10,6%.

Já as importações da China saltaram 26% em maio ante igual mês do ano passado, ganhando força em relação ao acréscimo de 21,5% verificado em abril. Neste caso, analistas estimavam ganho de 18,8% nas compras externas.

Nas trocas comerciais com os EUA, o superávit chinês cresceu 11% em maio ante abril, a US$ 24,58 bilhões. Segundo analistas, algumas empresas podem ter antecipado embarques com temores de que os EUA imponham mais tarifas a produtos chineses.

O presidente dos EUA, Donald Trump, defende que o déficit comercial de seu país com a China - que alcançou US$ 375 bilhões no ano passado, segundo dados do governo americano - seja reduzido em US$ 200 bilhões.

Na última rodada de discussões comerciais, ocorrida no fim de semana em Pequim, a China ofereceu comprar quase US$ 70 bilhões em produtos agrícolas e de energia dos EUA se a Casa Branca abandonar a ameaça de tarifar mais bens chineses, segundo noticiou o The Wall Street Journal nesta semana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos