Bolsas

Câmbio

Concessionária vê concorrência desleal na hora da revenda

São Paulo

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antonio Megale, confirma que a margem de lucro das vendas diretas é menor que a obtida no varejo, o que afeta o resultado das empresas. Por outro lado, o negócio é importante para o uso da capacidade das fábricas.

Para as revendas também há perdas, diz Alarico Assumpção, da Fenabrave, embora elas recebam comissões pois terão de fazer a entrega dos veículos e serviços de manutenção na garantia.

Uma das críticas é relacionada ao momento em que as locadoras vendem o veículo 12 meses após a aquisição, às vezes com descontos até maiores aos obtidos da montadora.

"É uma concorrência desleal", diz. Ele também defende que o preço da venda direta não seja inferior ao cobrado das revendas, "que são os filhos legítimos" dessa relação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos