ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Em lançamento de plano estratégico para economia, Padilha deseja sucesso a Tite

Idiana Tomazelli

Brasília

11/06/2018 17h28

A três dias do início da Copa do Mundo, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, usou seu discurso no lançamento de um plano estratégico de 12 anos para a economia do País para desejar sucesso ao técnico da seleção brasileira, Tite.

"Por falar em planejamento estratégico e Copa do Mundo, não podemos perder a oportunidade de desejar muito sucesso ao Tite, técnico da seleção brasileira na Copa do Mundo, que estreia esta semana", disse Padilha em cerimônia na sede do Ministério do Planejamento.

O cenário traçado no plano estratégico vai desde o mais desanimador, em que, sem reformas, o País patina com crescimento de 1,3% ao ano de 2021 a 2031 e vê sua dívida crescer durante todo esse período, até o mais otimista, com reformas e crescimento de 3,9% ao ano.

Padilha preferiu adotar um tom otimista e elogiou o trabalho de Tite à frente da seleção - sem deixar de traçar um paralelo com o meio econômico. "Sem a menor sombra de dúvida, (ele) vem fazendo um árduo e competente trabalho de avaliar cenários, tendências e definir desafios aos nossos jogadores", disse.

O ministro ainda citou Bernardinho, ex-técnico da seleção de vôlei que inclusive flertou com uma candidatura ao governo do Rio de Janeiro, mas não vingou. "Como disse certa vez Bernardinho, outro grande esportista brasileiro, nosso grande técnico de vôlei, é importante ter metas, mas também é fundamental planejar cuidadosamente cada passo para poder atingi-las", afirmou.

Padilha já havia mais cedo feito referências à Copa do Mundo ao falar do documento Estratégia Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. "Precisamos ter estratégia de time que quer vencer, já que estamos falando em Copa do Mundo", afirmou ao defender a aprovação de reformas.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia