ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Kudlow, dos EUA, diz que China ficará isolada se diálogo comercial falhar

Niviane Magalhães

São Paulo

07/09/2018 11h52

O consultor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse nesta sexta-feira que a China ficará isolada, caso diálogo sobre comércio com os EUA fracasse e que o presidente dos EUA, Donald Trump, e o governo avaliarão se haverá nova tarifa para a China.

No entanto, ele afirmou que não quer se "adiantar sobre possibilidade de ser hoje ou não anúncio de tarifa". Entrevista para a CNBC, Bloomberg e Fox News, com diferença de poucos minutos, Kudlow disse que os EUA estão em constante comunicação com Pequim, uma vez que a China "tem sido insatisfatória na área comercial". "Espero que o diálogo com a China progrida, vamos ver", afirmou.

Em relação às negociações com o Canadá, Kudlow disse que a questão de laticínios continua a bloquear o acordo entre os dois países.

Além dos assuntos comerciais, o consultor econômico da Casa Branca negou ainda ter escrito um editorial anônimo do New York Times nesta semana, que possuía palavras fortes contra Trump.

"Estou honrado de estar nesta posição", disse Kudlow no programa "Squawk on the Street", da CNBC, acrescentando que se sente "honrado" por trabalhar para o presidente.

Sobre o relatório de empregos que foi divulgado nesta sexta-feira e mostrou criação de 201 mil vagas em agosto na comparação com julho, acima da previsão dos analistas consultados pelo Broadcast de 193 mil novas vagas, Kudlow o apontou como um subproduto positivo das políticas de Trump.

Mais Economia