ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Itália está se distanciando das metas orçamentárias da UE, diz Juncker

Nicholas Shores

São Paulo

01/10/2018 15h25

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou nesta segunda-feira que a Itália está se "distanciando" das metas orçamentárias acordadas conjuntamente na esfera da União Europeia. "Estamos conversando com o governo italiano, que tem de entregar o plano orçamentário até 15 de outubro. Temos de ser rigorosos e justos com a Itália para evitar uma nova crise", sublinhou o luxemburguês, em declarações reproduzidas no Twitter pela porta-voz da Comissão Europeia Mina Andreeva.

Na semana passada, Roma apresentou uma proposta para o orçamento de 2019 que prevê um déficit fiscal da ordem de 2,4% do Produto Interno Bruto, cifra mal recebida pelos mercados financeiros globais, antes às voltas com as sinalizações do ministro de Economia da Itália, Giovanni Tria, de manter o rombo abaixo de 2% do PIB.

Falando na 1.000ª edição do "Diálogo Cidadão" da UE, na cidade alemã de Freiburg, Juncker comentou ainda que o Brexit é um "retrocesso histórico". "Temos de construir uma relação amigável e orientada para o futuro com o Reino Unido, mas sejamos claros: não é a UE deixando o Reino Unido, mas, sim, o contrário", apontou.

Quanto à política externa de Bruxelas, ele acredita que o bloco deva se portar de forma mais "defensiva". "Somos gigantes econômicos, mas anões diplomáticos. Temos de poder decidir com maioria qualificada para julgar violações de direitos humanos", concluiu.

Mais Economia