ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Faturamento real da indústria cai 1,1% em setembro ante agosto, diz CNI

Eduardo Rodrigues

Brasília

01/11/2018 10h42

Depois de crescer 1,7% em agosto, o faturamento industrial voltou a recuar em setembro, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 1º de novembro, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na comparação com o mês anterior - e excluindo os efeitos de calendário -, as vendas das fábricas brasileiras caíram 1,1% no nono mês deste ano.

Ainda assim, o volume faturado em setembro pelo setor foi 4,6% maior que ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando as vendas de janeiro a setembro de 2018, o desempenho foi 5,4% superior ao do mesmo período do ano passado.

"O faturamento vem oscilando nos últimos meses, mesmo depois da paralisação dos transportes, em maio. Mesmo assim, o faturamento mantém trajetória de alta", considerou a CNI, no documento.

Além do menor faturamento, houve redução na quantidade de horas trabalhadas na indústria em setembro, com queda de 0,9% em relação a agosto. Em relação a setembro de 2017, houve uma retração de 2,1% nas horas trabalhadas.

No acumulado de 2018 até setembro, no entanto, o tempo de trabalho na produção foi 0,4% maior que o verificado no mesmo período do ano passado.

Em setembro, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) no parque industrial brasileiro retraiu 0,4 ponto porcentual, passando de 78,2% para 77,8% (de acordo com dado ajustado). Em setembro de 2017, a UCI estava em 77,5%.

"O recuo da UCI interrompe sequência de três meses de alta, que, por sua vez, havia revertido toda a queda ocorrida em maio", completou a CNI.

Mais Economia