Topo

BNDES divulga operações de forma 'ampla e transparente', diz associação

Vinicius Neder

Rio

08/11/2018 17h18

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) "divulga suas operações de forma ampla e transparente, sem paralelo com qualquer outro banco", diz a Associação de Funcionários (AFBNDES) da instituição de fomento, em resposta às declarações do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Na quarta-feira (7), Bolsonaro disse que "vamos abrir todos os sigilos do BNDES, sem exceção". Nesta quinta-feira (8), o presidente eleito reiterou, numa postagem nas redes sociais: "Firmo o compromisso de iniciar o meu mandato determinado a abrir a caixa preta do BNDES."

"O BNDES divulga suas operações de forma ampla e transparente, sem paralelo com qualquer outro banco. Estão disponíveis no portal institucional informações sobre cliente, valor da operação, projeto apoiado, taxa de juros, prazos e garantias", diz a AFBNDES, em nota divulgada nesta quinta-feira.

A entidade que representa os servidores do BNDES destacou ainda que, em relação ao sigilo bancário, o banco de fomento "cumpre normas previstas em lei", conforme a Lei Complementar 105/2001, que rege essa questão.

"Com relação a referências à 'caixa preta' do BNDES, é importante esclarecer que, além de prestar contas regularmente ao Bacen (Banco Central), CVM, CGU e TCU, o banco vem sendo investigado, há quatro anos, por diversos órgãos de controle e foi submetido a três CPIs, operação Lava Jato, operação Bullish, Comissões de Apuração Interna e auditoria independente. Até o momento, não há nenhuma evidência que comprometa a atuação dos empregados do BNDES em qualquer esquema de corrupção", diz a nota da AFBNDES.

Mais Economia