PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Duas pessoas são presas por agredir caminhoneiros que se recusaram a parar

Lu Aiko Otta

Brasília

10/12/2018 13h11

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou nesta segunda-feira (10) que duas pessoas foram presas na via Dutra, por agredir caminhoneiros que se recusaram a parar. A PRF não informou o nome dos detidos.

Caminhoneiros fazem nesta segunda uma paralisação na altura do km 275 da rodovia. Os veículos de carga são orientados a parar em postos de combustíveis. A via não está bloqueada para carros e ônibus.

"A violência está acontecendo por parte de um pequeno grupo, em alguns pontos, onde estão atirando pedras em caminhoneiros que estão se recusando a aderir o movimento", informou a PRF.

Ela destacou que um caminhoneiro ficou ferido na testa, por estilhaços de vidro, "após ter seu veículo atingido por uma pedra lançada por manifestantes que estão usando da violência para obrigar a adesão ao movimento."

Mais cedo, o delegado do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga (Sinditac) do Rio de Janeiro, Nelson de Carvalho Júnior, disse ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) que agentes da PRF haviam usado "taser" (arma de choque) em um manifestante e impedido o registro das cenas em vídeo. Além disso, os agentes teriam bloqueado a pista.

Questionada, a PRF informou que não tem relato do uso de "taser" na Dutra na manhã desta segunda-feira. No entanto, os agentes são orientados a fazer uso progressivo da força quando necessário.

O órgão disse desconhecer que agentes tenham impedido gravações no local e negou que eles tenham bloqueado a Dutra.

Veja dicas para economizar combustível no seu carro

UOL Carros