IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Ministro britânico descarta extensão de processo do Brexit

Londres

08/01/2019 09h03

Um ministro britânico que trabalha no processo para a retirada do Reino Unido da União Europeia - o chamado Brexit - disse hoje que o governo do país não irá procurar estender o período de dois anos no qual a saída deve ser efetivada.

O Reino Unido está para deixar a UE em 29 de março, quando vence o Artigo 50 do tratado da UE que rege o procedimento, mas o Parlamento britânico ainda não aprovou o acordo de Brexit que a primeira-ministra Theresa May fechou com outros líderes da UE.

May tem a prerrogativa de solicitar uma extensão, mas dependeria do aval dos demais 27 países da UE. No mês passado, autoridades do bloco disseram que precisariam de bons motivos para aceitar uma prorrogação.

Martin Callanan, que integra o Ministério de Saída da UE (DexEU, na sigla em inglês), afirmou em Bruxelas nesta terça-feira que o Artigo 50 não será estendido. "Vamos deixar a UE em 29 de março deste ano", acrescentou.

Segurança

Cerca de 55 parlamentares britânicos expressaram preocupações sobre sua segurança, em carta enviada ontem à noite à comissária da Polícia Metropolitana de Londres, Cressida Dick, depois que uma legisladora foi verbalmente atacada enquanto discutia a questão do Brexit fora do Parlamento.

A parlamentar conservadora Anna Soubry foi chamada de "nazista" por manifestantes durante uma entrevista à emissora BBC.

Recentemente, houve uma série de incidentes semelhantes na área que circunda o Parlamento britânico envolvendo políticos que normalmente concedem entrevistas ao vivo. Fonte: Associated Press.

Economia