IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Falta voto concreto da base dos governadores para Previdência, diz Rodrigo Garcia

Cristian Favaro

São Paulo

14/06/2019 11h06

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, afirmou que falta apoio concreto da base dos governadores, sobretudo no Nordeste, à reforma da Previdência. "Acho que falta voto concreto da base dos governadores. Quando Rodrigo Maia presidente da Câmara pede que eles se envolvam, é justamente mostrar em cada Estado o esforço do governador. E basicamente os deputados que fazem parte da base dos governadores vão a Brasília e tenham o mesmo discurso dos governadores e falem que vão apoiar a reforma", defendeu, em entrevista a jornalistas, após o Fórum Lide de Energia e Infraestrutura, promovido pelo Lide, em São Paulo.

Ele fez crítica ainda aos governadores do Nordeste que, segundo ele, deveriam fortalecer suas bases com o tema. "Os próprios governadores do Nordeste, que aparentemente agora estão apoiando a reforma da Previdência, devem trabalhar junto a suas bancadas estaduais no convencimento", disse.

E emendou: "A grande maioria dos deputados dos partidos ligados aos governadores na região estão contra a reforma. Não adianta termos retórica de apoio e uma ação concreta de não apoio."

A retórica de apoio referida por Garcia é a carta assinada por 25 governadores em apoio à manutenção de Estados e municípios na reforma da Previdência, tema que tem gerado forte debate. "Temos a esperança na comissão e no plenário. Sei que é possível incluir na votação do plenário a questão dos Estados e municípios", disse.

Segundo o vice-governador, é importante a inclusão do tema ao evitar a falta de uniformidade nos regimes de aposentadorias, uma vez que são mais de 2.200 municípios com regime próprio.

No início da semana, o presidente da Câmara voltou a cobrar empenho dos governadores na reforma da Previdência. "Temos que garantir a reforma inteira, nosso objetivo é ter uma boa economia para os próximos dez anos. Por isso queremos que os governadores consigam nos ajudar com votos, isso vai ser muito importante", afirmou Maia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia