IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Tarifa dos EUA contra siderúrgicas não se relaciona a outras questões, diz México

Cidade do México

09/07/2019 13h44

O governo mexicano afirmou que apoiará os produtores domésticos de aço em sua defesa contra tarifas contra subsídio determinadas pelo governo dos Estados Unidos. O Ministério da Economia do México, contudo, ressaltou que as tarifas não têm relação com outras questões tarifárias recentes entre os dois parceiros comerciais.

Na segunda-feira, o Departamento do Comércio dos EUA estabeleceu tarifas preliminares de 13,6% a 74% contra importações de aço estruturado - usado na construção - fabricado no México. No caso da China, as tarifas preliminares foram estabelecidas entre 30% e 177%.

Os EUA afirmam que tomarão uma decisão final no assunto em novembro e depois disso a Comissão de Comércio Internacional americana deve determinar uma medida final no caso, em janeiro. O país informou que suas importações de aço estrutural fabricado no México foram avaliadas em US$ 622,4 milhões no ano passado.

"Esse tipo de investigações é realizado rotineiramente quando um setor se sente ameaçado por importações que considera injustas", afirmou o Ministério da Economia mexicano, que disse que apoiará os produtores locais na sua defesa contra as tarifas. O governo do México não comentou a declaração dos EUA de que as companhias locais do setor receberiam algum tipo de subsídio. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, afirmou na terça-feira em entrevista coletiva que o caso não tem relação com o acordo de comércio entre EUA, México e Canadá, fechado no ano passado para substituir o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês). Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais Economia