IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

OMC: medidas restritivas de comércio são de US$ 339,5 bi entre out/18 e mai/19

Monique Heemann

São Paulo

22/07/2019 12h35

O relatório semestral da Organização Mundial de Comércio (OMC) aponta os países do G-20 responderam por grande parte de medidas restritivas às importações impostas durante o período em análise, que vai desde 16 de outubro de 2018 a 15 de maio de 2019. Segundo o documento, as medidas implementadas nos meses em questão são estimadas em US$ 339,5 bilhões - 44% acima da média desde outubro de 2012, quando o relatório começou a incluir dados de cobertura comercial.

Segundo o documento, a maior parte do nível recorde de medidas restritivas impostas no período anterior (entre meados de outubro de 2018 e meados de outubro de 2018), que chegou a US$ 588,3 bilhões, permanece em vigor e agora foi adicionada por uma série de novas restrições, que também estão em um nível "historicamente alto".

Os membros da OMC aplicaram 38 novas medidas restritivas ao comércio durante o período em análise, principalmente através de aumentos de tarifas, proibições de importação, salvaguardas especiais, impostos de importação e direitos de exportação, diz o relatório.

O relatório também observa que várias medidas significativas restritivas ao comércio serão implementadas logo após o período abrangido ou permanecerão em consulta para possível implementação posterior, "sugerindo que a situação precária no comércio global persistirá".

Os membros da OMC também implementaram 47 novas medidas destinadas a facilitar o comércio durante o período em análise, incluindo a eliminação ou redução das tarifas de importação, a eliminação ou simplificação dos procedimentos aduaneiros para as exportações e a redução dos impostos de importação.

Mais Economia