IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Custos operacionais da Telefônica Brasil sobem 17,5% no 2º trimestre

Flavia Alemi

São Paulo

24/07/2019 09h37

Os custos operacionais da Telefônica totalizaram R$ 6,605 bilhões no segundo trimestre de 2019, alta de 17,5% em relação ao mesmo período de 2018.

A operadora baixou os custos com pessoal (-13,3%), serviços prestados (-16,9%), comercialização dos serviços (-5,2%) e despesas gerais e administrativas (-20,0%). Já o custo das mercadorias vendidas aumentou 27,2%.

Investimentos

Os investimentos da Telefônica Brasil somaram R$ 2,360 bilhões no segundo trimestre de 2019, crescimento de 10,3% em relação ao mesmo período de 2018. Os investimentos representaram 21,7% da receita operacional líquida.

Segundo a companhia, os aportes se concentraram, principalmente, na expansão do "footprint" e adoção de FTTH e na maior cobertura e capacidade nas tecnologias 4G e 4.5G.

Caixa líquido

A Telefônica encerrou o trimestre com caixa líquido de R$ 610 milhões. Com isso, a alavancagem (relação entre dívida e Ebitda) baixou para -0,03 vezes. Em comparação com o segundo trimestre de 2018, a dívida líquida reduziu-se em R$ 2,113 bilhões, principalmente pela maior geração de caixa no período.

Os dados de dívida excluíram o reconhecimento de passivos decorrentes de arrendamentos, tais como torres e seus terrenos, circuitos, escritórios, lojas e imóveis comerciais, conforme exigido pela norma IFRS 16. Considerando o impacto do IFRS 16, a dívida líquida atingiu R$ 8,362 bilhões ao final do período.

Mais Economia