IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Maia diz estar confiante em conclusão de votação da reforma até a noite do dia 7

Camila Turtelli e Mariana Haubert

Brasília

06/08/2019 17h14

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira, 6, estar confiante de que a Casa concluirá a votação da reforma da Previdência até a noite desta quarta-feira, 7, e que poderá encaminhar o texto ao Senado já na quinta-feira, 8. Ele disse acreditar também que o placar será semelhante ao obtido no primeiro turno, quando 379 deputados votaram a favor e apenas 131 foram contra, e que não haverá mudanças no texto.

Os deputados retomarão a votação da proposta na noite desta terça-feira para analisá-la em segundo turno.

Mas, antes de votar o texto principal, eles terão que aprovar a quebra de interstício, prazo regimental exigido de cinco sessões de plenário entre a votação do primeiro e do segundo turnos. Como não houve quórum suficiente para a realização da sessão de segunda-feira, o prazo acabaria somente nesta quarta.

Maia afirmou que está organizando a votação dos destaques supressivos que serão apresentados pela oposição com os líderes partidários. Para que um destaque seja derrubado, serão necessários 308 votos.

O presidente disse ainda que os relatos que ele obteve dos deputados após o recesso, que na prática acabou esta semana, é de que eles tiveram respostas "muito positivas" de suas bases eleitorais. Logo após a aprovação da proposta em primeiro turno, havia a preocupação de que os deputados poderiam mudar de posição por pressão dos eleitores.

Maia disse ainda ter fechado um acordo para a votação da chamada PEC paralela, que tratará da inclusão de Estados e municípios nas novas regras previdenciárias. Os entes federativos foram retirados da proposta original feita pelo governo. O texto deverá ser formalizado pelos senadores e depois encaminhado à Câmara.

Mais Economia