IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Gerdau: venda de aço no 2º trimestre cai 22,5%

Fernanda Guimarães

07/08/2019 09h24

As vendas de aço pela Gerdau no segundo trimestre do ano somaram 2,972 milhões de toneladas, recuo de 22,5% ante o observado no mesmo intervalo do ano passado. Em relação aos três primeiros meses do ano o volume ficou praticamente estável (-0,4%).

A produção pela siderúrgica caiu 14,1% no período analisado para 3,425 milhões de toneladas. Na relação trimestral houve aumento de 2,5%.

Segundo a Gerdau, a queda dos volumes de vendas e produção é explicado pelo desinvestimento de ativos da companhia no exterior no ano passado. No documento que acompanha seu demonstrativo financeiro a Gerdau lembra da venda de ativos no Chile, na Índia e, ainda, de grande parte das unidades de vergalhão nos Estados Unidos.

Do lado positivo, frisa a companhia, os desinvestimentos os custos de vendas, em termos consolidados, apresentaram redução.

Da receita da Gerdau no segundo trimestre do ano, 35,8% veio da sua operação no Brasil e 39,2% da operação na América do Norte.

Das vendas da operação Brasil, as realizadas no mercado interno somaram 985 mil toneladas, praticamente estável em relação ao mesmo período do ano anterior (+0,3%), porém um aumento de 4,9% no comparativo trimestral. As exportações somaram 359 mil toneladas, queda de 6% ante igual período de 2018 e recuo de 14,1% ante os três primeiros meses de 2019.

A Gerdau destaca que, ainda em relação à operação Brasil, a menor venda ao mercado externo ocorreu porque esse destino se tornou menos rentável e foi decidido, ainda a formação de estoque estratégico para a parada programada de manutenção do alto-forno 1 de Ouro Branco, em Minas Gerais. "Apesar da redução das vendas totais, é válido destacar o crescimento das vendas de planos no mercado interno no segundo trimestre deste ano, principalmente de chapa grossa", destaca a companhia.

Mais Economia