Topo

Correção: Anbima: investimentos de brasileiros chegam a R$ 3 tri com juro baixo

Fernanda Guimarães

São Paulo

08/08/2019 16h31

A nota enviada anteriormente contém erros na ordem de grandeza dos valores. O total investido pelo varejo é de R$ 1,176 trilhão, e não 1,176 bilhão. Segue o texto corrigido.

Os investimentos dos brasileiros chegaram em R$ 3 trilhões no fim de junho deste ano, aumento de 5% em relação a dezembro, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 8, pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Desse total, R$ 1,176 trilhão vem do segmento private, R$ 968,7 bilhões no varejo de alta renda e R$ 912,7 bilhões do varejo tradicional.

No período, o único segmento que registrou queda de volume em relação ao observado em dezembro foi o varejo tradicional, com queda de 4,8% no semestre. O de alta renda subiu 11% e o private 8,8%.

Considerando o volume do varejo como um todo, ou seja, R$ 1,881 trilhão, os investimentos em fundos de investimentos correspondiam a R$ 626 bilhões, crescimento de 5,1% no período.

Outros R$ 525,6 bilhões - alta de 4,2% - foram destinados em títulos e valores mobiliários. O maior volume, de R$ 729,8 bilhões, ainda está na poupança, montante praticamente estável em relação a dezembro do ano passado.

No varejo tradicional a poupança representa 67,1% do volume, porcentagem que cai para 12,1% no varejo de alta renda.

No segmento private houve no semestre maior exposição em renda variável, com alta de 17,4% no período, para R$ 172,7 bilhões registrados no fim de junho.

Em fundos de investimento estão alocados R$ 590 bilhões, R$ 278 bilhões em ativos de renda fixa e R$ 125,9 bilhões em Previdência.

Mais Economia