Topo

Arábia Saudita conteve a situação e dispõe de amplos estoques de petróleo, diz secretário da Opep

14.set.2019 - Ataque com drones provocou incêndios em duas instalações petroleiras da gigante saudita Aramco no leste da Arábia Saudita - AFP
14.set.2019 - Ataque com drones provocou incêndios em duas instalações petroleiras da gigante saudita Aramco no leste da Arábia Saudita Imagem: AFP

Sergio Caldas

Em São Paulo

16/09/2019 05h13

O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammad Barkindo, disse que a Arábia Saudita conteve a situação até o momento, após sofrer no fim de semana ataques com drones que comprometeram cerca de metade de sua produção de petróleo, e dispõe de "amplos estoques".

Em entrevista à TV Bloomberg, Barkindo afirmou também que o foco agora da Opep+, que reúne o cartel e outros grandes produtores como a Rússia, é garantir a segurança da oferta. Ele ressaltou, contudo, que o grupo não tem planos de convocar uma reunião de emergência, embora esteja monitorando o assunto de perto.

Barkindo disse ainda que não há pânico nos mercados e o que o salto nos preços do petróleo, que chegou a quase 20%, foi apenas uma reação inicial.

Às 5h10 (horário de Brasília), o barril do petróleo tipo Brent para entrega em novembro avançava 8,60% na ICE, para US$ 65,40, enquanto o do WTI para outubro subia 7,68% na Nymex, a US$ 59,06.

Mais Economia