Topo

Em leilão, 1º setor vendido na Bacia de Campos arrecada R$ 6,7 bi, ágio de 331%

Denise Luna e Fernanda Nunes

Rio

10/10/2019 10h28

O primeiro setor vendido na 16ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (SC-AP4) teve ágio de 331,03% e arrecadou R$ 6,7 bilhões, o dobro do previsto para todo o leilão que vai ofertar 36 blocos em cinco bacias sedimentares.

O primeiro bloco ofertado do Setor SC-AP4, na bacia de Campos, o C-M-477, foi adquirido pelo consórcio formado pela Petrobras (70%) e BP (30%), por R$ 2,045 bilhões.

A segunda área no mesmo setor, C-M541, teve vitória do consórcio formado pela Total (40%), QPI (40%) e Petronas (20%), por R$ 4,02 bilhões.

O terceiro bloco vendido, o C-M-659 ficou com a Shell (40%), QPI (25%) e Chevron (35%), por R$ 714 mil.

Dois blocos do setor não foram adquiridos.

Mais Economia