PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

Doria elogia Maia e crê em reformas tributária e administraria votadas em 2020

André Ítalo Rocha e Bárbara Nascimento

São Paulo

28/01/2020 16h47

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), elogiou nesta terça-feira, 28, o trabalho do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e disse acreditar que as reformas tributária e administrativas serão votadas este ano no Congresso. "Ambas serão votadas este ano. A perspectiva é de aprovação da tributária e da administrativa", comentou, em evento do Credit Suisse. "E há liderança muito clara do Maia, que precisa ser exaltado", acrescentou.

Na visão de Doria, a reforma tributária será "'simplificante' e boa para a economia".

Além disso, o governador acredita que a tributária será priorizada pelo Congresso. A administrativa, ele disse, deve ser conduzida na sequência.

Aumento de impostos

Doria disse também que não pretende, durante o mandato, fazer qualquer aumento de imposto, "por pior que seja a situação de caixa". "Sou um liberal, mas não sou liberal para aumentar imposto. Sou liberal para reduzir ou zerar imposto", comentou, ao citar o exemplo do querosene de aviação, que teve a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) diminuída em 2019.

Obras paradas

O governador do São Paulo afirmou que o Estado se organiza para retomar até julho todas as obras paradas do metrô e monotrilho. Além disso, comentou que as obras do Rodoanel voltarão à ativa também até o meio do ano.

"Todas as linhas de metrô e monotrilho que estão paralisadas serão retomadas este ano. Rodoanel também será retomado este ano. Até julho o Rodoanel retoma. São Paulo não terá, a partir de julho, nenhuma obra parada", afirmou Doria.

Economia