PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Após decisão da ANP, Petrobras adota novas medidas de prevenção ao coronavírus

Denise Luna

Rio de Janeiro

19/03/2020 16h24

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira, 19, novas medidas para ajudar a conter a proliferação da pandemia de coronavírus em suas operações, ampliando ações que vêm sendo anunciadas desde a semana passada. Na terça-feira, a estatal já havia informado que iria reduzir em 50% seu quadro administrativo, entre outras ações, como a medição de temperatura para os trabalhadores na hora do embarque para as plataformas offshore.

Agora, após documento publicado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e outros órgãos do governo para prevenções nas operações offshore do setor de petróleo e gás, a companhia disse que adotará "imediatamente ações de redução segura de efetivo e ajustes na escala de trabalho em suas unidades marítimas".

Entre as ações estão um efetivo reduzido ao mínimo necessário em unidades offshore, com garantia da segurança; escala especial para as equipes que continuarão embarcando, considerando isolamento prévio de sete dias em hotel disponibilizado pela Petrobras, 21 dias a bordo e 14 dias de folga.

"Não haverá prejuízo para a remuneração dos trabalhadores. Todos receberão remuneração normal, inclusive os não convocados para o embarque, e aqueles que tiverem extensão de seus turnos receberão pagamento de horas extras, considerando inclusive o período de isolamento", explicou.

De acordo com a estatal, as medidas vão reduzir a circulação de pessoas, as trocas de turno e o número de voos para plataformas, diminuindo assim a exposição ao risco de contágio.

"Essas iniciativas preventivas estão alinhadas às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde e visam a contribuir com os esforços de toda a população e das autoridades para mitigar os riscos, reduzir a circulação nos espaços públicos, mantendo as pessoas em suas casas", explicou na nota.

A empresa não informou, no entanto, se a redução do efetivo e os isolamentos temporários vão reduzir a produção da empresa.