PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

IPC-Fipe fica estável na 1ª quadrissemana de junho, após cair 0,24% em maio

Sergio Caldas

São Paulo

09/06/2020 05h21

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, ficou estável na primeira quadrissemana de junho, após registrar deflação de 0,24% em maio, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Seis dos sete componentes do IPC-Fipe ganharam força na leitura inicial deste mês, seja migrando para inflação, subindo com maior intensidade ou reduzindo o ritmo de queda: Habitação (de -0,12% em maio para 0,15% na primeira quadrissemana de junho), Alimentação (de 0,66% para 0,75%), Transportes (de -1,23% para -0,72%), Despesas Pessoais (de -0,83% para -0,47%), Saúde (de 0,18% para 0,25%) e Vestuário (de -1,22% para -1,06%).

A exceção foi Educação, que teve alta de 0,02% na primeira prévia de junho, um pouco menor que o avanço de 0,03% verificado em maio.

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe na primeira quadrissemana de junho:

- Habitação: 0,15%

- Alimentação: 0,75%

- Transportes: -0,72%

- Despesas Pessoais: -0,47%

- Saúde: 0,25%

- Vestuário: -1,06%

- Educação: 0,02%

- Índice Geral: 0,00%

Economia