PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

BC da Rússia reduz juro principal a 4,50% e sinaliza novos cortes

Sergio Caldas

São Paulo

19/06/2020 08h06

O Banco Central da Rússia decidiu nesta sexta-feira cortar sua principal taxa de juros em 1 ponto porcentual, a 4,50%, em meio à continuidade dos efeitos negativos da pandemia de coronavírus, e sinalizou que poderá reduzi-la ainda mais nos próximos meses.

Em comunicado, o BC russo avalia que os fatores desinflacionários têm sido mais profundos do que o esperado devido à duração mais longa de medidas de restrição adotadas na Rússia e no mundo inteiro numa tentativa de conter a disseminação da covid-19, como é conhecida a doença causada pelo vírus.

Como resultado, a instituição acredita que em 2021 a inflação na Rússia poderá ficar significativamente abaixo de sua meta oficial, que é de uma taxa de 4%. O corte de juros de hoje, explica o BC russo, tem o objetivo de limitar esse risco e manter a inflação próxima à meta.

A autoridade monetária da Rússia disse ainda que considerará a "necessidade de mais reduções da taxa básica nas próximas reuniões" se a "situação se desdobrar em linha com o cenário básico".

O BC russo fará sua próxima reunião de política monetária no dia 24 de julho.

Economia