PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

BC dos EUA utilizará testes de estresse para definir buffer de capital de bancos

Eduardo Gayer

São Paulo

19/06/2020 13h47

O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) vai utilizar seus testes de estresse para definir o buffer (amortecedores) de capital dos bancos do país a partir de três cenários econômicos, informou nesta sexta-feira, 19, o diretor da autoridade Randal Quarles. Ele alertou que reduzir muito o colchão de capital de bancos em uma crise pode, inclusive, agravá-la.

"Mas, caso nossa avaliação sobre a evolução da covid-19 mude, é claro, agiremos rapidamente para redimensionar o buffer ou tomar outras ações apropriadas", ponderou, em discurso divulgado nesta sexta-feira, 19, pela autoridade monetária.

Na avaliação de Quarles, nunca houve tanta incerteza sobre a perspectiva econômica. Por isso, os testes de estresse vão considerar três cenários possíveis.

São eles: uma rápida recuperação em forma de "V", que retoma grande parte da produção e do emprego perdidos até o final deste ano; uma recuperação mais lenta e em forma de "U", na qual apenas uma pequena parte da produção e do emprego perdidos é recuperada em 2020; e, por último, uma "recessão dupla", em forma de "W", com recuperação de curta duração seguida por queda acentuada da atividade no final deste ano, após novos bloqueios para conter uma eventual segunda onda de covid-19.

O diretor do Fed ainda revelou que os requisitos de capital serão definidos no cenário original do teste de estresse, estabelecido antes dos bloqueios impostos nos EUA em virtude do novo coronavírus. Os resultados dos testes de estresse do banco central americano serão publicados na próxima quinta-feira, 25 de junho.

Economia