PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Arrecadação sentiu mais efeito da pandemia sobre atividade, diz Receita

Idiana Tomazelli

Brasília

23/06/2020 16h27

A arrecadação federal em maio sentiu de forma mais intensa os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre a atividade econômica, disse nesta terça-feira, 23, o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, Claudemir Malaquias. O adiamento no recolhimento de tributos ainda é a principal causa para a queda na arrecadação, mas outros fatores relacionados à desaceleração da atividade ganharam peso no resultado negativo.

Em maio, houve uma redução de R$ 4,423 bilhões nas receitas devido a esses "outros fatores" - valor que responde por 12,1% da queda de receitas do governo federal ante maio de 2019.

Segundo Malaquias, isso se deve ao fato de que a arrecadação em maio leva em conta fatos geradores ocorridos em abril, o primeiro mês cheio já impactado pelas medidas de distanciamento social.

Em abril, a redução por outros fatores havia sido menor, de R$ 917 milhões em relação a igual mês do ano passado, equivalente a 2,4% do resultado negativo no período.

Segundo a Receita Federal, mesmo que fossem expurgados os principais fatores não recorrentes (como o próprio adiamento dos tributos), a arrecadação em maio teria caído 3,73% em termos reais ante igual mês de 2019.

Economia